Blog do Lud

** WARNING **: alsa_setup(): Failed to open pcm device e o xmms não toca mais nada

leave a comment »

** WARNING **: alsa_setup(): Failed to open pcm device (hw:0,0): Dispositivo ou recurso está ocupado

Isso me roubou três horas de um domingo ensolarado!

Hoje me sentei frente ao computador como de costume as três primeiras coisas que inicio nele são nesta ordem:

  1. Um terminal shell
  2. O Firefox
  3. E finalmente o

  4. xmms

Mas para minha surpressa recebo uma famigerada pop-up com os seguintes dizeres, em livre lembrança: 😀
O disposito de saída pode estar configurado erroneamente ou sendo utilizado por outro dispositivo.

Pensamento que veio a cabeça: “Puta merda já acordei cagado!”

Aí pensei: “Vou chamar o xmms do shell para ver o erro que aparece no console.”

Não é que apareceu o erro, é o que eu coloquei no início desse texto.

Dei uma vasculhada (ps -A) para verificar se não tinha nenhum outro dispositivo iniciado que poderia
causar o problema, e nada, não encontrei nada!

Pensei isso não é bom!

Uhmm que eu posso fazer agora, hoje domingo, acordei não tem muito tempo, vamos ao método preguiçoso. 😀

Reinstalar o alsa.

Vamos lá no console,
alsaconf

Configuração finalizada, play no xmms, hehehehe funcionou “Sou um gênio!!!”

Bom vou reiniciar o computador para ver se o problema não se repete.

Computador reiniciado, play no xmms e:

** FUCK WARNING **: alsa_setup(): Failed to open pcm device (hw:0,0): Dispositivo ou recurso está ocupado

Vai seu mané presunçoso, não é gênio?

Bom o jeito é recorrer ao pai Google.

Pesquisa daqui, pesquisa dali e nemhuma das soluções parecem se encaixar ao que eu preciso.

Até tenho um surto, e no Gnome clico em Desktop, Preferências,Som e aqui desmarco a opção Habilitar a
mixagem por software (ESD).

Pronto, agora sim tudo funcionando. 😀

Advertisements

Written by Ricardo Ludwig

June 29, 2008 at 3:25 pm

Posted in Debian, GNU, Linux

Configurações de Vídeo no Debian Etch

leave a comment »

Hoje vou escrever alguns poucos passos que podem ajudá-los a resolver alguns problemas com placas de videos no Debian Etch, casos como resolução de vídeo utilizada, placa de vídeo detectada durante a instalação não corresponder exatamente há existente em seu computador, ou outros tipos de problemas.

Para isso siga os passos abaixo:

Primeiro instale o xdebconfigurator

apt-get install xdebconfigurator

Abra uma nova sessão em modo texto

Ctrl+Alt+F1

Pare o servidor X (Servidor de interface gráfica), no caso do Gnome siga os comandos abaixo, se não utiliza o
Gnome verifique qual se aplica ao seu gerenciador de interfaces ou janelas.

cd /etc/init.d/
./gdm stop

Execute o comando:

xdebconfigurator

Aguarde até que termine a verificação do tipo de placa de vídeo, monitor, mouse e teclado que você utiliza em seu
sistema.

Ao final da verificação será “echoado” na sua tela as configurações encontrados pelo xdebconfigurator para seu sistema.

Para o arquivo xorg.conf, responsável pelas as configurações dos periféricos identificados pelo xdebconfigurator,
ser gerado ou alterado execute o comando:

dexconf

Se quiser você pode dar uma olhada no arquivo xorg.conf para verificar como ficaram as configurações, é desconsehável
editá-lo manualmente.

less /etc/X11/xorg.conf

Você verá o arquivo que se assemelha a este:

Nessa primeira sessão temos a placa de vídeo e seu driver.

Section "Device"
        Identifier      "Xdebconfigurator Card"
        Driver          "i810"
        BusID           "PCI:0:2:0"
EndSection

Section "Monitor"
        Identifier      "Xdebconfigurator Monitor"
        Option          "DPMS"
EndSection

Aqui as resoluções que podem ser utilizadas.

Section "Screen"
        Identifier      "Default Screen"
        Device          "Xdebconfigurator Card"
        Monitor         "Xdebconfigurator Monitor"
        DefaultDepth    16
        SubSection "Display"
                Depth           1
                Modes           "1600x1200" "1280x1024" "1024x768" "800x600" "640x480"
        EndSubSection
 SubSection "Display"
                Depth           16
                Modes           "1600x1200" "1280x1024" "1024x768" "800x600" "640x480"
        EndSubSection
EndSection

Para finalizar o comando less, pressione a tecla q.

Reinicie o servidor X com o comando

cd /etc/init.d
./gdm start

Você pode verificar a resolução assumida no Gnome ou alterá-la, caso exista outras possíveis, indo ao item Desktop na
barra de menus, Preferências e Resolução de Tela.

Espero que esses simples passos tenham sido úteis na resolução de seu problema. 😀

Written by Ricardo Ludwig

June 29, 2008 at 1:18 am

Posted in Debian, GNU, Linux

Tagged with

Debian XMMS e scrobble da Last.fm isso funciona

leave a comment »

Aproximadamente no fim do ano passado fui apresentado ao Last.fm e desde então isso tornou-se um vício na minha vida.

Para quem não conhece o Last.fm segue o link, é mais fácil vocês mesmo olharem do que eu descrevê-lo.

A questão é que não consigo mais me imaginar escutando música sem saber que elas estão indo para as estátisticas do meu profile na Last.

Lá no site você pode fazer o download do programa que enviará para o seu profile as músicas ouvidas por você, ele foi desenvolvido com base no Ubuntu e portanto muito provávelmente funcionará sem problemas para o Debian e outras variantes, mas se você não ficou muito feliz com essa opção e pensou “Que bom seria, se tivesse um plugin para meu XMMS”, bom o pessoal da Last pensou nisso é há uma opção de plugin disponibilizada por eles para o XMMS.

Para instalar é bem simples, siga as instruções disponibilizadas o no site, se funcionar ótimo! 😀

Mas nem tudo são flores, no meu caso estou utlizando a versão de kernel 2.6.18-6-686 (Debian 4.1.1-21), na versão 2.6.18-4-686 (Debian 4.1.1.-21) não havia tido problemas na instalação desse plugin, já nessa nova versão tive problemas com dependências para instalação do plugin, como não queria abrir mão de nada :P, da versão do kernel, do xmms e nem da Last.fm, resolvir fazer uma consulta com Pai Oxalá Google que logo me trouxe a resposta para meus problemas nerds.

Pai Google disse o seguinte:

— “Meu fi-inho, to vendo aqui que tu tem que deixa de lezera”

— “Use o apê-tê guéti lezado da pexste”

apt-get install xmms-scrobbler

Se tiver problemas com a instalação pelo apt-get baixe o arquivo e instale manualmente.

Written by Ricardo Ludwig

June 15, 2008 at 9:06 pm

Posted in Debian, GNU, Linux

Java no Firefox para usuários Linux

leave a comment »

Para rodar o Java no Firefox em sistemas Linux é muito simples para isso basta seguir os passos abaixo:

Baixe o JRE no site da SUN.
Baixar Java

Verifique as instruções de instalação nessa mesma página ou caso utilize o Debian talvez seja interesante dar uma olhada nesse outro post:
Ambiente Java no Debian Etch

Supondo que a instalação foi bem sucedida agora você deve informar ao Firefox onde está o plugin do Java (JRE) para acessar páginas que fazem uso dessa tecnologia.

Para isso basta criar um link simbólico do entre o plugin Java e o diretório de plugin do Firefox.

Por exemplo:
ln -s /usr/lib/jvm/java-1.5.0-sun/jre/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so /usr/local/firefox/plugins/libjavaplugin_oji.so
Essa estrutura de diretório é no caso de quem instalou o Java como descrevi nesse post:

Ambiente Java no Debian Etch

Uma estrutura mais comum é algo do tipo

/usr/local/java-1.5.0-sun/jre/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.

Verifique se o plugin (lib) tem direito de execução para qualquer usuário de seu sistema, reinicie o Firefox e faço o teste.

Written by Ricardo Ludwig

December 15, 2007 at 8:37 pm

Posted in Debian, GNU, Java, Linux

Instalando o flash player 9 no Debian etch

with one comment

Simples e rápido 😀

Baixe o flash

descompacte o arquivo install_flash_player_9_linux.tar.gz

tar xzvf install_flash_player_9_linux.tar.gz

Após descompactar o arquivo acesse a pasta criada

cd install_flash_player_9_linux

Aqui há duas maneiras para concluir

executar o arquivo instalador

./flashplayer-installer

ou copiar o arquivo

libflashplayer.so

para o diretório de plugins do seu firefox

Exemplo: /usr/local/firefox/plugins

Altere também os atributos do arquivo (lib) para ser um executável para os usuários do seu sistema.

chmod +x

Reincie o seu firefox e teste.

Written by Ricardo Ludwig

December 15, 2007 at 7:28 pm

Posted in Debian, GNU, Linux

PHP Magazine – Digital e Gratuita

leave a comment »

Uma boa fonte de informação para programadores PHP ou interessados na linguagem é a revista digital PHP Magazine, gratuita, com ótimo conteúdo e já na 3º edição.
Eu li as três e gostei bastante, e tenho certeza que você também gostará!
Mais informações e downloads das edições no site do projeto.
PHP Magazine

Boa Leitura!    😀

Written by Ricardo Ludwig

July 24, 2007 at 1:14 pm

Posted in PhP

Ambiente Java no Debian Etch

with 3 comments

Olá a todos!

Nesse post descreverei a minha experiência na instalação de um ambiente para desenvolvimento em Java no Debian Etch.

Há uma semana instalei o Debian Etch no meu computador, antes utilizava o Sarge, você pode pergunta-se : “oras porque você simplesmente não atualizou”. Para muitos casos essa é a melhor opção, mas meu sistema estava um pouco desorganizado por desleixo meu e por isso resolvi ao invés de atualizar instalar do “zero”. Em outro post descreverei como se deu o processo de instalação e minhas impressões do novo Debian. 😀

O processo de instalação do Java no Debian Etch é muito simples.

Basta seguir os passos abaixo:

Primeiramente certifique-se que as seguintes linhas estão inclusas no seu arquivo sources.list :

vim /etc/apt/sources.list

deb http://mirrors.kernel.org/debian etch main contrib non-free

deb-src http://mirrors.kernel.org/debian etch main contrib non-free

deb http://security.debian.org etch/updates main contrib non-free

deb-src http://security.debian.org etch/updates main contrib non-free

Caso essas linhas não estejam adicionadas ao seu arquivo você deverá incluí-las e atualizá-lo com seguinte comando:

apt-get update

Agora basta instalar os pacotes utilizando o comando aptitude abaixo :

aptitude install sun-java5-jre
aptitude install sun-java5-jdk

Com isso você terá um ambiente simples para desenvolver em Java pronto.

Em alguns casos poderá ser necessário configurar as variáveis de ambiente para o Java, no meu caso não foi necessário.

Elas podem ser inclusas no arquivo /etc/environment ou em /etc/bash.bashrc ou ainda em /etc/profile

Isso dependerá do seu sistema.

JAVA_HOME=/usr/java/jdk1.5.0_01
PATH=$JAVA_HOME/bin:$PATH
CLASSPATH=.:$JAVA_HOME/lib/tools.jar
MANPATH=$MANPATH:$JAVA_HOME/man
export JAVA_HOME PATH CLASSPATH MANPATH

Caso tenha adicionado as variáveis no arquivo /etc/profile digite o comando abaixo:

source /etc/profile

Agora teste executando o seguinte comando

java -version

Você deve receber uma resposta semelhante a esta:

java version “1.5.0_02”
Java(TM) 2 Runtime Environment, Standard Edition (build 1.5.0_02)
Java HotSpot(TM) Client VM (build 1.5.0_02, mixed mode, sharing)

Caso isso não ocorra, pode haver algum erro na configuração da suas variáveis de ambiente, para certifica-se que o problema é realmente esse execute o mesmo comando dentro do diretório bin da sua instalação Java. Por exemplo

cd /usr/java/jdk1.5.0_01/bin

java -version

Aqui você deve receber a resposta acima.

No entanto poderá haver outro problema. O Debian na sua instalação padrão inclui uma JVM própria que poderá responder para a solicitação do comando

java -version

Caso recebe uma mensagem diferente da anteriormente mencionada e essa mensagem possua a palavra gij a JVM padrão em seu sistema é a do Debian. Não tenho a mensagem exata para postar aqui pois antes da instalação do Java removi a JVM do Debian. Então caso seja esse seu problema eu não tenho outra solução, mais elegante, que não seja essa. Caso tenha encontrado outra seu comentário será bem vindo. 😀

Para remover a JVM do Debian prossiga da seguinte forma:

aptitude remove gij

Após a instalação do JDK e sua configuração podemos instalar a IDE de desenvolvimento, no meu caso é o Eclipse.

Basta baixar a versão mais recente ou de sua preferência descompactar e executar.

tar xzvf wtp-all-in-one-sdk-R-1.5.3-linux-gtk.tar

cd /diretorio_onde_descompactou/eclipse/

./eclipse &

Esse comando não pode ser executado com usuário root, pois receberá uma mensagem de erro do GTK se mesmo logado com um outro usuário receber mensagem de erro aconselho executar esse comando através de um terminal gráfico.

Para isso digite ALT + F2 e digite o comando acima com o caminho completo sem &

Mais uma vez dúvidas, sugestões e correções são bem vindas!

Espero que o esse post tenha sido útil.

Grande abraço à todos!

Written by Ricardo Ludwig

July 14, 2007 at 4:37 pm

Posted in Debian, GNU, Java, Linux